terça-feira, 5 de janeiro de 2010

A maior flor do mundo (infantil?!)

A Maior Flor do Mundo é um conto infantil escrito por José Saramago, onde, transformando-se em personagem, o autor conta que teve a idéia de um livro infantil, mas que não tinha capacidade para tanto. Seria uma história sobre um menino que ajuda a crescer a maior flor do mundo; se o autor tivesse as qualidades necessárias para faze-lo, essa história "seria a mais linda de todas as que se escreveram desde o tempo dos contos de fadas e princesas encantadas...". Eis aí a grandiosidade do conto, a magia da brincadeira, típica de Saramago: os leitores são envolvidos na história não como algo acabado, mas como o esboço de algo que seria a melhor história do mundo se o escritor soubesse escrever livros para crianças.

Ao final da belíssima história que conta, Saramago chama os pequeninos a reescreverem a história de sua maneira, e diz que talvez um dia os lerá, muito melhor do que ele, que não sabe contar histórias infantis. “E essa é a moral da história”: incentivar os pequenos a entrar no belo mundo do literário. De fato, muitas escolas já utilizaram o livro e o exercício de reescrita proposto por Saramago, com resultados maravilhosos.

Posteriormente, Juan Pablo Etcheverry fez um curta-metragem de animação baseado no conto, onde José Saramago aparece como personagem e é narrador.





"E se as histórias para crianças fossem de leitura obrigatória para os adultos?
Seríamos realmente capazes de aprender aquilo que há tanto tempo ensinamos?”
José Saramago